Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 14ª Semana de Ciência & Tecnologia 2018 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
A FORMAÇÃO DO LEITOR NAS SALAS DE AULA DE ENSINO MÉDIO: ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA
Luiz Antônio Ribeiro, Guilherme Augusto Sousa Eler, Paula Arthuso Carvalho

Última alteração: 2019-01-28

Resumo


Esta pesquisa buscou traçar um perfil dos alunos do Ensino Médio da região do Vale do Aço em Minas Gerais sobre suas experiências enquanto leitores e da importância da leitura para a constituição de sua subjetividade. A metodologia utilizada foi a da pesquisa-ação, com foco na observação, descrição e compreensão do fenômeno investigado. A pergunta-chave que norteou a proposta foi: Quais são as práticas de leitura dos alunos do Ensino Médio e suas concepções de leitura e de leitor? A hipótese subjacente foi a de que as estratégias didáticas utilizadas em salas de aula do ensino médio não têm motivado satisfatoriamente a leitura de obras literárias. O objetivo geral foi analisar as práticas de leitura de alunos do Ensino Médio e as suas representações sobre o que é leitura e o que é ser leitor, o tipo de obras literárias lidas atualmente e a importância de tais obras para a sua constituição identitária. O corpus consistiu de um conjunto de 97 (noventa e sete) questionários respondidos pelos alunos sobre como é e como se dá a experiência literária pessoal. Os resultados nos permitiram analisar as suas práticas de leitura e suas representações discursivas acerca desse assunto, bem como conhecer as práticas de ensino adotadas pelos professores. Tal estudo aponta para a necessidade de os professores investirem em novas estratégias de ensino com foco no letramento literário.

Palavras-chave


Leitura. Experimentações estéticas. Letramento literário.