Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 14ª Semana de Ciência & Tecnologia 2018 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
ANÁLISE DAS PROPRIEDADES MECÂNICAS E MICROESTRUTURAIS DE JUNTAS DISSIMILARES DO AÇO INOXIDÁVEL AISI 317L
Pedro Duarte Antunes, Maria Eduarda Mendes Alves

Última alteração: 2018-10-03

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo a análise de um banco de dados obtidos anteriormente com o intuito de correlacionar e apontar as condições de soldagem e de tratamento térmico pós-soldagem que produziram juntas soldadas com melhores propriedades mecânicas e microestrutura mais estável. Os dados analisados foram obtidos por meio da soldagem de chapas do aço inoxidável AISI 317L (cedidas pela Petrobras) usando como metal de adição o eletrodo AWS ER2209 (duplex) em dois diferentes níveis de energia (4 e 8 kJ/cm) afim de verificar a influência deste parâmetro na precipitação de fases deletérias indesejáveis. As amostras foram tratadas termicamente à 700°C por dois tempos: 50 e 100 horas. Os resultados mostraram que o aporte térmico não influenciou na quantidade de ferrita precipitada na ZF das juntas soldadas com o eletrodo AWS ER2209. A microestrutura da ZF da junta soldada com o eletrodo AWS ER2209 (sem TTE) apresentou grande quantidade de austenita que se precipitou em três diferentes morfologias básicas: alotriomórfica de contorno de grão, Widmanstatten e intragranular. Todas as juntas soldadas com maior energia (8 kJ/cm) apresentaram maior extensão da ZTA de alta temperatura e para todas as amostras tratadas termicamente foi possível identificar a presença das fases 𝜎 e 𝜒, de forma que a maior concentração da fase 𝜒 foi identificada nas amostras soldadas com o eletrodo AWS ER2209 submetidas a 50 horas de TTE.

Palavras-chave


Aço Inoxidável. AISI 317L. Microestrutura