Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 15ª Semana de Ciência & Tecnologia 2019 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
INTERAÇÃO DAS VARIÁVEIS NO PROCESSO DE SOLDAGEM POR FRICÇÃO COM A VIBRAÇÃO
Carlos Alberto Carvalho Castro, Eduardo Pereira Silva, Deosdeto Pereira da Silva

Última alteração: 2019-09-06

Resumo


Com novas tecnologias de soldagem e procedimentos de melhorias, este trabalho teve como objetivo estudar a utilização da vibração para auxiliar na qualidade dos materiais soldados pelo processo de fricção (Fricção Welding) em barras de aço carbono A-36. A importância deste estudo é devido à exigência de algumas soldas que necessariamente não são adequadas quando soldadas em outro processo de soldagem por fusão. As junções foram obtidas pelo processo de soldagem por fricção, que combina o calor gerado entre o atrito de duas superfícies e deformação mecânica. Durante a solda, um outro equipamento acoplado no cabeçote foi responsável pela vibração. Como procedimento foram realizados testes de soldagem com diferentes variáveis de processo: rotação, pressão de contato, tempo de forjamento e vibração. Os resultados foram analisados por meio de ensaios metalográficos e demonstraram que existem uma interação entre as variáveis básicas, ou seja, com o aumento da rotação e pressão, a peça gerou um flash maior, caso contrário, ocorreu com a diminuição do tempo de forjamento. Identificou-se que com a vibração do processo, a microestrutura ficou melhorada, mas verificou que a mesma aumentou o seu tamanho do centro da amostra até a superfície. Para concluir, verificou que as juntas resultantes requerem combinações especiais de propriedades e que o tempo de forjamento com a pressão de contato são essenciais para este processo de soldagem e que a vibração ajuda no refino dos grãos.

Palavras-chave


Soldagem. Fricção. Interação.