Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 15ª Semana de Ciência & Tecnologia 2019 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
ESTAMPARIA TÊXTIL EM BRAILLE: UMA ABORDAGEM INCLUSIVA PARA O DESIGN DE SUPERFÍCIE BRASILEIRO
Rodrigo Bessa, Maria de Lourdes Couto Nogueira, Marina de Resende Oliveira, Jhennifer Carolina de Oliveira

Última alteração: 2019-08-27

Resumo


A educação inclusiva é uma necessidade no ensino do desenho de moda, de caráter amplo e profundo, em consolidação, que já pode ser percebido nos diversos outros cursos técnicos e superiores no Brasil. A Política de Educação Superior no Brasil sofreu mudanças a partir do ano de 2009, de acordo com a Política de Educação Inclusiva, com o Decreto n° 6.949/2009 , pois se tornou obrigatória a acessibilidade de pessoas portadoras de deficiência ou mobilidade reduzida nas instituições de ensino brasileira. Ao analisar essa realidade, encontramos o sujeito com deficiência visual, que no decorrer da vida tem diversas limitações, além das possíveis dificuldades do processo ensino-aprendizagem, sendo uma dessas abarcadas nas escolhas do vestuário no ato da compra ou uso diário das peças. Uma vez que no atual mercado, as roupas comercializadas não têm como foco os indivíduos com deficiência visual adquirida e/ou pessoas com a visão parcialmente comprometida. Diante disso, o presente estudo teve como enfoque a área do desenho de moda e a questão da abordagem de uma moda inclusiva para o design de superfície. A metodologia de pesquisa utilizou à qualitativa, exploratória, descritiva, através de aplicação de uma metodologia de pesquisa, planejamento, criação de coleção de camisas com estampas localizadas e experimentação das peças com foco no público-alvo com deficiência visual ou não.

Palavras-chave


Moda. Inclusiva. Braille.