Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 15ª Semana de Ciência & Tecnologia 2019 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
COLABORAÇÕES CIENTÍFICAS E TECNOLÓGICAS: ANÁLISE DAS REDES DE INOVAÇÃO
Thiago Magela Rodrigues Dias, João Vitor de Melo Machado

Última alteração: 2019-09-10

Resumo


A colaboração científica e tecnológica entre pesquisadores de diversas áreas do conhecimento possibilita o intercâmbio de conhecimentos e efetiva troca de experiências, impulsionando a evolução da ciência. Analisar as redes de colaboração pode proporcionar conhecimento sobre como vêm ocorrendo as colaborações científicas e tecnológicas e o quanto essas têm contribuído para a excelência das pesquisas. Diversos estudos apontam que grupos fortemente conectados, ou seja, que possuem efetiva colaboração na elaboração de seus trabalhos, tendem a ser mais produtivos. Além disso, compreender como ocorre a produção científica e tecnológica de um determinado conjunto de pesquisadores, permite identificar, com base em diversos indicadores, o nível de qualidade das pesquisas desenvolvidas. Logo, este projeto tem como objetivo analisar, de forma quantitativa, a produção de patentes de um conjunto de doutores de diversas regiões do País, bem como as suas redes de colaboração. Inicialmente, as redes foram caracterizadas pelas colaborações entre os inventores. Após caracterizar as redes, técnicas de visualização de grande volume de dados e métricas de análise de redes foram aplicadas para verificar como a colaboração tecnológica tem ocorrido no Brasil, ao longo dos anos. Posteriormente, toda a produção de patentes do conjunto foi analisada, com o intuito de melhor compreender qual o impacto das invenções realizadas.

Palavras-chave


Patentes. Redes. Recuperação de Informação.