Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 15ª Semana de Ciência & Tecnologia 2019 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
ESTUDO DA COMUNIDADE DE ABELHAS NATIVAS (HYMENOPTERA, APIDAE, MELIPONINAE) EM AMBIENTE URBANO
Rosiane Resende Leite, Giovanna Dias Ribeiro Freitas de Amorim, Ingrid Bárbara da Silva

Última alteração: 2019-12-04

Resumo


As abelhas são insetos da família Apidae, subfamilia Meliponine, fazendo uma conexão relevante nas cadeias tróficas. O Brasil apresenta a maior diversidade de meliponíneos do planeta. Os Meliponíneos apresentam como característica a atrofia do ferrão. Estima-se que atualmente perto de 100 espécies de meliponídeos estão em perigo de extinção. Portanto, o presente projeto apresentou a indicação de atividades que contribuem para a preservação das colônias de abelhas sem ferrão (ASF) nos Campi I e II, a fim de caracterizar as espécies presentes nos Campi e promover ações de conservação. O objetivo geral consistiu em caracterizar e elaborar uma cartilha sobre as ASF com intuito de esclarecer para a comunidade do Cefet a importância destes insetos. Também foi feito um levantamento florístico dos campi para análise de possibilidade de introdução de um meliponário no Campus 6. A meliponicultura, ou criação racional de ASF, não é ainda suficientemente explorada, devido ao foco na criação de abelhas da espécie exótica Apis melífera cujas colônias, mais populosas, produzem mel em quantidade superior. Desconhecidas para muitas pessoas, as abelhas sem ferrão são, no entanto, fundamentais na biodiversidade como agentes polinizadores com imensa variedade de preferências florais.

Palavras-chave


Abelhas sem ferrão. Conservação. Educação ambiental.