Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 26ª Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações

Tamanho da fonte: 
HISTÓRIA GEOLÓGICA E FORMAÇÃO DOS DEPÓSITOS MINERAIS DA CIDADE DE ARAXÁ-MG
Bruna Letícia dos Santos, Francisco de Castro Valente Neto, Ingrid Ferreira Araujo, Roberta Gabriela da Silva, Vitoria Estorino de Abreu

Última alteração: 2016-09-08

Resumo


Araxá tem na sua formação geológica riquezas minerais como as águas sulfurosas e radioativas, o nióbio e a apatita. Essa riqueza mineral é responsável pelas duas maiores fontes econômicas do município: o turismo, com o aproveitamento das suas águas e lama medicinais, e a mineração de nióbio apatita. A importância dos dois setores fica claramente demonstrada por suas participações no PIB municipal. De acordo com os dados do IBGE, ano base 2008, o PIB de Araxá foi de R$2.366.240.000, sendo: 51,1% devido ao setor industrial, 44,1% ao setor de serviços e o restante, 4,8%, debitado ao setor agropecuário (IBGE, 2008).

Baseado nesses dados e, sabendo que a divulgação das geociências ainda está em fase prematura e tem muito a evoluir, os autores desse projeto tem como objetivo aproximá-la dos visitantes. Através da produção e divulgação de um vídeo contendo os principais pontos da história geológica de Araxá e como a partir dela se formaram os depósitos minerais e hidrológicos, utilizando linguagem leiga e clara.

Palavras-chave


Geologia econômica. Rochas alcalinas. Fosfato. Nióbio. Água sulfurosa. Água radioativa.

Referências


Pinto, Cláudio Lúcio Lopes, et al. "Estudo de caso: principal polo produtor de fosfato e nióbio do país." RECURSOS MINERAIS & (2012): 283.

http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/trabalhoerendimento/pnad2008/ Acesso em 2016-08-22.


É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.