Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 27ª Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações

Tamanho da fonte: 
UM REBATEDOR DE LUZ PODE DIMINUIR A POLUIÇÃO LUMINOSA EM AMBIENTE NO CENTRO URBANO?
Andréa Rodrigues Marques Guimarães, Fernando Júnior Martins Soares, Guilherme Felipe Gonçalves Bento, Gabriel Maciel de Souza, Rafael Luiz Henrique Silva

Última alteração: 2017-08-29

Resumo


A poluição luminosa é o excesso de luz artificial emitida pelos grandes centros urbanos. Pode ser emitida em diversas formas, como por exemplo, por luzes externas, anúncios publicitários e, principalmente, pela iluminação pública. O impacto da poluição luminosa pode ser a perda de visibilidade à noite do céu, dentre outras consequências, que afetam nossa saúde e os ecossistemas. A proposta deste projeto foi criar um rebatedor de luz utilizando materiais recicláveis como latinhas de metal e garrafas PETs para os postes de luz das quadras poliesportivas do CEFET-MG. Além disso, dar destino mais nobre a resíduos sólidos, como a reutilização de garrafas de plásticos, que poluem o meio ambiente. Cortes realizados nas latas e garrafas formando um objeto cônico como um guarda-sol foram realizados, chamado então objeto de rebatedor de luz. A parte de plástico na região superior e metálica na inferir do rebatedor, quando encaixado na parte superior dos postes/luminárias, faz com que a luz que vai para cima seja rebatida, e assim diminui a emissão em várias direções da luz artificial e, por consequência, evita ou diminuindo a poluição luminosa.

Palavras-chave


Rebatedor de luz. Poluição luminosa. Reutilização de materiais.