Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 27ª Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações

Tamanho da fonte: 
CORRELAÇÃO ENTRE INDICADORES DE SAÚDE AMBIENTAL DA MICRORREGIÃO DE OURO PRETO-MG
Amanda Santos de Campos, Fernanda Pacheco, Lívia Pereira Araújo, Valéria Cristina Palmeira Zago

Última alteração: 2017-08-29

Resumo


A condição atual da saúde ambiental pode ser representada pela relação entre indicadores sociais, ambientais e econômicos. O objetivo deste trabalho foi analisar a influência das melhorias no saneamento básico e educação sobre os indicadores de saúde da população. Para isso foram utilizados dados secundários da microrregião de Ouro Preto-MG, os quais foram correlacionados estatisticamente por meio do coeficiente de correlação de Pearson. No presente trabalho foram utilizados os seguintes indicadores: expectativa de anos de estudo, mortalidade infantil, renda per capita, índice de Gini, porcentagem da população em domicílios com água encanada e porcentagem de pessoas em domicílios com abastecimento de água e esgotamento sanitário inadequados. Os indicadores relativos à mortalidade infantil, renda per capita e expectativa de anos de estudo foram correlacionados à porcentagem da população em domicílios com água encanada e, o índice de Gini à porcentagem de pessoas em domicílios com abastecimento de água e esgotamento sanitário inadequados. Os resultados mostraram que há uma forte correlação entre os indicadores socioeconômicos e os indicadores de saúde avaliados, especialmente, em relação aos investimentos em saneamento básico e educação, que se refletem em menores taxas de mortalidade infantil na microrregião.

Palavras-chave


Educação. Saúde. Saneamento básico.