Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 28ª Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações

Tamanho da fonte: 
MODELO FÍSICO-GEOLÓGICO PARA TERRENOS TECTONICAMENTE MOVIMENTADOS (DEFORMAÇÃO E FALHAMENTOS).
Maurício Antônio Carneiro, André Luiz Prado Parreira, Italo José de Oliveira Almeida, Felipe de Almeida Cavalcante

Última alteração: 2018-08-24

Resumo


A crosta terrestre é formada por rochas ígneas, sedimentares e metamórficas sobre as quais incidiram diferentes processos tectônicos. Um desses processos é o metamorfismo regional, que sob diferentes condições de pressão e temperatura, em regimes extensionais ou compressivos, envolve a deformação das rochas (modificando as suas estruturas sedimentar, ígnea ou metamórfica originais) e a mudança da composição mineralógica. Na deformação, as rochas pré-existentes são comprimidas e/ou estiradas de modo a produzir variadas dobras e falhas (ruptura das camadas) para acomodar o material rochoso na nova configuração tectônica da crosta terrestre. As observações geológicas de campo permitem criar modelos didáticos para favorecer o entendimento dos processos tectônicos que, no caso em apreço, será a construção em gesso de um terreno com camadas geológicas basculadas por dobramento, com diversos tipos falhas geológicas. O modelo didático permitirá movimentar os diversos segmentos gerados pelas falhas para observar o interior do terreno modificado tectonicamente.

Palavras-chave


Modelo Físico. Geologia. Tectônica.