Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 28ª Mostra Específica de Trabalhos e Aplicações

Tamanho da fonte: 
REPÚBLICA FÁCIL: PROTÓTIPO DE UMA PLATAFORMA WEB PARA OFERTA DE VAGAS EM REPÚBLICAS
Luís Augusto Mattos Mendes, Leonardo Andrade Motta de Lima, Flávio Marcos Alves Adriano, João Pedro Fernandes Melo, Leonardo Oliveira Silva

Última alteração: 2018-08-27

Resumo


Várias pessoas saem do campo ou de cidades pequenas em busca de trabalho ou para estudar nos grandes centros urbanos. Como essas pessoas ou tem pouco dinheiro ou são jovens demais para lidar com a burocracia que envolve alugar um imóvel, a preferência desse público acaba sendo morar em repúblicas. Há limitações na divulgação e na busca por um lugar para morar. Em geral, a principal via de divulgação de vagas e da procura por elas se dá nas redes sociais e quadros de avisos, por exemplo. As negociações podem demorar muito e, além disso, não há como saber se a localização do imóvel oferecido é favorável ao estudo ou trabalho de quem vai se mudar. O “República Fácil” foi criado a partir esforços com o objetivo de sanar dificuldades dos indivíduos que procuram uma república para morar. Através de pesquisas, foi possível identificar as deficiências existentes em outras ferramentas que oferecem o serviço de divulgação de vagas em repúblicas. Foram planejados layout e funcionalidades básicas de acesso e interação entre os usuários para chegar à plataforma capaz de realizar buscas através de filtros específicos. Assim espera-se atender a demanda do público ao qual o sistema se dirige.

Palavras-chave


Georreferenciamento. Plataforma web. República.

Referências


ALCANTARA, Carlos Augusto Almeida. Tecnologia movél: uma tendência, uma realidade.; Disponível em: < https://arxiv.org />. Acesso em 03 março de 2018.

ASSIS, M. D. et al. Adaptação à universidade no processo de migração e sofrimentos psíquicos. 2013. Disponível em: <http://www.prac.ufpb.br/enex/trabalhos/ 6CCHLADPPROBEX2013110.pdf>. Acesso em: 09 jan. 2018.

CONVERSE, Tim; PARK, Joyce. PHP: a bíblia. Gulf Professional Publishing, 2003.

ESTANQUES, Elísio. As Repúblicas de Coimbra, entre o Passado e o Presente (Parte 1). Coimbra, 2006.

FREITAS, I. C. M. As Repúblicas Estudantis e seus Significados. 2008. Disponível em: <http://www.abant.org.br/conteudo/ANAIS/CD_Virtual_26_RBA/grupos_de_trabalho/trabalhos/GT%2031/isaurora%20claudia%20martins.pdf>. Acesso em: 09 jan. 2018.

G1, P. de notícias. Moradia é um dos desafios para estudantes que passam no vestibular. 2016. Moradia. Disponível em: <http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2016/01/ moradia-e-um-dos-desaĄos-para-estudantes-que-passam-no-vestibular.html>. Acesso em: 09 jan. 2018.

GUEDES, Gilleanes TA. UML 2 - Uma Abordagem Prática-3ª Edição. Novatec Editora, 2009.

HEUSER, Carlos Alberto. Projeto de banco de dados: Volume 4 da Série Livros didáticos informática UFRGS. Bookman Editora, 2009.

HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos: o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

IBGE. Censo Demográfico 2010. Disponível em: <http://www.censo2010.ibge.gov.br>.

MALTA, Eder. Identidades e práticas culturais juvenis: as repúblicas estudantis de Ouro Preto. 2010. 155 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais). Universidade Federal de Sergipe, 2010. Acesso em Abril de 2018.

MILETTO, Evandro Manara; DE CASTRO BERTAGNOLLI, Silvia. Desenvolvimento de Software II: Introdução ao Desenvolvimento Web com HTML, CSS, JavaScript e PHP-Eixo: Informação e Comunicação-Série Tekne. Bookman Editora, 2014.

PISA, Pedro. O que é e como usar MySQL?. 2012. Disponível em: <http://techtudo.com.br/artigos/noticia/2012/04/o-que-e-e-como-usar-o-mysql.html>. Acesso em: 09 jan. 2018.

SARDI, Jaime Antonio. Estratégias de Auto-regulação por Estudantes Universitários em Ambiente de Exacerbação do Prazer. Revista de Educação Pública, Cuiabá, vol. 00, n. 15, jun/dez, 2000.