Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, 3ª Mostra Bienal de Extensão 2022

Tamanho da fonte: 
Validação de funcionamento e construção de protótipo do Aparelho CleanLung desenvolvido para melhoria respiratória em patologias pulmonares
Álvaro Francisco de Britto Júnior, henrique jose avelar, leandro resende mattiolli, paulo Azevedo soave, carlos medeiros, marcio de amorim, ana flavia aguiar, jose gaspar da silva júnior

Última alteração: 2022-07-04

Resumo


O projeto de Validação de funcionamento e construção de protótipo do Aparelho CleanLung desenvolvido para melhoria respiratória em patologias pulmonares - atendeu ao Edital de Seleção, chamada nº 32/2020 do CEFET/MG. Seus objetivos foram: 1) a validação de funcionamento eletrônico do equipamento; 2) da submissão e aprovação de projeto a um Conselho de Ética com o intuito de realização de testes em pessoas; 3) a replicação de um protótipo para de testes em pacientes com doenças respiratórias graves; 4) e a realização de coletas de dados e testagem em seres humanos. O CleanLung foi desenvolvido pelo Dr. Márcio de Amorim e aprimorado em um projeto de Incubação da Nascente Incubadora de Empresas do Cefet MG Araxá, orientado pelos Profs. Drs. Henrique Avelar e Leandro Mattiolli, suas funções são as de estimulação a desobstrução brônquica e a de melhoria da saturação de oxigênio em pacientes com doenças respiratórias graves, o seu diferencial é ser um aparelho não invasivo. Os objetivos 1 e 2 foram alcançados integralmente, o aparelho funciona como especificado, controlando as temperaturas das sondas de forma independente durante o tempo programando disponíveis na sua interface; o projeto foi submetido à Plataforma Brasil que o encaminhou para o comitê de ética das Faculdades Factus de Uberaba, foi aprovado no dia 31/12/2020. Já os objetivos 3 e 4 não foram alcançados, a fornecedora de um novo equipamento não conseguiu cadastrar os itens referentes na plataforma de compra governamental, por se tratar de novidades e não existir ainda unidades de fornecimento comum. Desta forma, a verba destinada não foi utilizada neste projeto. Mesmo aprovado pelo comitê de ética, os testes não foram autorizados por ainda estar em período pandêmico. Portanto, os resultados se limitaram a validação do funcionamento e das especificações técnicas sem a realização de teste em pessoas e a aprovação do projeto de pesquisa por um comitê de ética.
https://www.youtube.com/watch?v=YQXAkjZfXCg

Palavras-chave


Validação de equipamento. Covid-19. Extensão