Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, XI Semana de Ciência & Tecnologia 2015 - CEFET-MG

Tamanho da fonte: 
A presença dos estabelecimentos particulares de instrução femininos na imprensa campanhense entre a segunda metade do século XIX e a primeira década do século XX
Hercules Alfredo Batista Alves, Cecília Braga Ramos Monteiro Corgosinho, Caio Tiso Oliveira

Última alteração: 2015-07-23

Resumo


Compreender o processo histórico remete-nos à necessidade de buscar fontes que, de alguma maneira, possam desvendar a maneira de como a sociedade percebe e vive o seu tempo. A historiografia foca, em diversas formas de análises, teorias e reflexões metodológicas. Para compreendermos a educação feminina no sul de Minas Gerais, faz-se necessário ir a fundo ao processo de pesquisa e descobrir como a sociedade percebe o fato no calor do acontecimento. Os documentos da imprensa são salutares para debater essas questões. O projeto pauta-se em pesquisas nos arquivos do Centro de Memória Monsenhor Lefort, localizado na cidade de Campanha- MG. No referido centro, há um vasto acervo de documentação (livros e revistas) que de alguma forma refletem os posicionamentos da imprensa Sul Mineira entre a segunda metade do século XIX e por todo o século XX.Esse projeto encontra-se em execução. Até o momento tivemos condições de analisarmos boa parte da documentação e percebermos que em várias cidades da região sul mineira. É importante percebermos que o surgimento desses estabelecimentos de instrução é fruto de uma nova demanda social que se configurava.As elites locais necessitavam em ter filhas educadas por vários fatores. Encontrar um melhor casamento, mostrar força econômica da família e ser uma mãe preparada. É necessário destacar ainda, que toda essa educação, mesmo que seja feita por particulares, era realizada nos ditames católicos.Assim, na conclusão do nosso projeto teremos condições mapearmos todos essas estabelecimentos de instrução; observando ainda a sua importância para as rupturas e permanências sociais do final do século XIX e início do XX.

 


Palavras-chave


Educação Feminina. Reflexo Social. Imprensa sul mineira.