Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, X Semana de Ciência & Tecnologia 2014

Tamanho da fonte: 
Alternância de temperatura como um modelador ambiental na liberação de dormência física de sementes da invasora Leucaena leucocephala.
Andréa Rodrigues Marques Guimarães, Débora Iara Bodevan

Última alteração: 2014-08-19

Resumo


As plantas exóticas e invasoras são consideradas a segunda maior ameaça mundial à biodiversidade. O estudo teve como objetivo determinar o número de passos envolvidos no processo de quebra de dormência física das sementes da espécie exótica e invasora Leucaena leucocephala; identificar os regimes de temperatura e umidade que ativam a quebra de dormência; e desenvolver um modelo conceitual para a quebra de dormência e fenologia da germinação em condições de campo. Para isso, lotes de 25 sementes, armazenados em bags de nylon, foram enterrados em areia estéril e submetidos aos seguintes regimes de temperatura: alternada a 15/25°C e 20/30°C, simulando condições ambientais, constante a 15, 20, 25 e 30°C, e a 15°C com choque térmico a 30, 40, 50 e 60°C. As análises dos resultados permitiram inferir que a dormência física presente nas sementes de Leucaena leucocephala é superada apenas quando estas são submetidas à temperatura de 60°C durante 6 horas. Os outros tratamentos não se mostraram eficazes na superação da dormência. Portanto, sugere-se que novos testes sejam realizados para verificar se temperaturas superiores a 60°C também são eficazes na liberação da dormência dessa espécie e por quanto tempo as sementes devem permanecer submetidas a esta nova temperatura.


Palavras-chave


Leucaena leucocephala. Banco de sementes. Regime térmico.