Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, X Semana de Ciência & Tecnologia 2014

Tamanho da fonte: 
Efeitos do estresse, memória e aprendizagem no comportamento de animais, via simulação computacional
Henrique Elias Borges, Felipe Duarte dos Reis, Daniel de Aguiar Gonçalves

Última alteração: 2014-09-12

Resumo


Um dos desafios da inteligência artificial é a construção de cérebros para criaturas artificiais. Atualmente, a arquitetura Artífice permite a criação de um número indefinido de criaturas que vivem num mundo simulado em 2D, interagindo com diversos objetos. A criatura, para manter-se viva, necessita aprender a manter-se regulada homeostaticamente e emocionalmente. O aprendizado ocorre por meio dos conhecidos mecanismos de condicionamento clássico e operante. O que a criatura aprende, com suas próprias experiências de vida ela retém em sua memória de longo prazo, inclusive formando memórias cintilantes e memórias de experiências traumáticas. Um dos desafios que se coloca para as pesquisas na área diz respeito ao estabelecimento de uma correlação entre a dinâmica do sistema nervos da criatura e o comportamento dessa criatura no ambiente. Assim, neste projeto de pesquisa desenvolvemos técnicas para a coleta e tratamento estatístico e análise de dados, tanto da dinâmica do sistema nervoso da criatura quanto de seu comportamento. Como resultados, comprovamos o correto funcionamento dos mecanismos de coleta e tratamento de dados e, além disso, foi possível correlacionar as dinâmicas interna e externa da criatura, comprovando os efeitos do estresse, da memória episódica e da aprendizagem associativa em um ambiente artificial controlado.


Palavras-chave


Vida Artificial. Cérebro Artificial. Criatura Artificial