Portal de Administração de Conferências - CEFET-MG, Seminário de Discentes dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu

Tamanho da fonte: 
O ETHOS DISCURSIVO E AS REVISTAS SEMANAIS ÉPOCA, ISTO É E VEJA: A CONSTRUÇÃO DAS IMAGENS DE SI NAS CAPAS DURANTE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS
Denise Ferreira Santos, Renato Caixeta da Silva

Última alteração: 2016-09-13

Resumo


A pesquisa identifica, em um contexto político-midiático, a manifestação do ethos discursivo em publicações impressas durante o segundo turno das eleições presidenciais no Brasil em 2014. O corpus é constituído por capas das revistas Época, Isto É e Veja. Ao construírem suas imagens de si, as revistas tiveram a intenção de influenciar a produção de sentidos do leitor e, desse modo, podem ter contribuído, de alguma forma, para a tomada de decisão nas eleições? A primeira linha de abordagem consiste em uma análise verbal das capas. Para isso, é feito um estudo sobre as estratégias discursivas expressas no modo argumentativo de organização do discurso (Charaudeau). O segundo aspecto diz respeito à análise dos elementos constituintes da cena de enunciação (Maingueneau). Para a análise dos significados presentes nos códigos visuais das capas – imagens, composições gráficas e textuais – é utilizada, prioritariamente, a Gramática do Design Visual (Kress e Van Leeuwen). Os primeiros indícios dos estudos apontam que as publicações utilizaram a capa (e todos os seus elementos integrantes) para propagar e confirmar valores sociais por elas ratificados. Nota-se que há uma tendência em intensificar a polarização imposta pelos dois partidos políticos dos candidatos à presidência. O tema é relevante por ser atual e por fornecer ricos elementos para a discussão do ethos. O material poderá, portanto, servir como fonte de informação e para a execução de estudos posteriores.

Palavras-chave


Análise do Discurso. Ethos discursivo. Mídia. Política.